Arquivo da tag: dica

Indicação de Livro: Vó Leninha em O aniversário de Isabela

Vó Leninha em O aniversário de Isabela

Vó Leninha organiza a festa surpresa de sua neta Isabela. Vai ter bolo, brigadeiro, coxinha, cupcake, milkshake e muitas outras delícias de aniversário. O preparo dos quitutes para a festa aparece em um caderno especial dentro do livro com 16 receitas deliciosas e naturais, que não levam lactose, glúten, açúcar refinado e soja, componentes que podem causar alergias, e contém diversos superalimentos (linhaça, chia, castanhas, cacau, azeite de oliva…) que aumentam nossa imunidade e previnem doenças. Traz dicas de como fazer uma horta, um glossário sobre os alimentos (é importante que a criança saiba o que está comendo) e bandeirinhas para recortar e enfeitar as receitas depois de prontas!

Vó Leninha em O aniversário de Isabela 2

Para fazer este livro, a autora Ana Paula de Abreu contou com a ajuda da chef em gastronomia funcional, Lidiane Barbosa. A ideia do livro é poder abraçar todas as crianças para que nenhuma tenha que ficar fora da mesa.

Vó Leninha em O aniversário de Isabela 4

O livro é muito divertido e com ilustrações fofas e divertidas.

Vó Leninha em O aniversário de Isabela 3

Risoto de Bacalhau

risoto de bacalhau 2

  • 400 g de arroz arbóreo
  • 3 colheres (sopa) de azeite
  • 80 g de manteiga sem sal
  • 700g de bacalhau dessalgado (no final um vídeo ensinando como dessalgar)
  • 1 colher (sopa) de cebola bem picadinha
  • 4 unidades tomates médios sem pele sem sementes picados
  • 5 dentes de alho triturados
  • 150ml de vinho branco seco
  • 1 tablete de caldo de peixe
  • sal a gosto (prove antes de colocar, pois o bacalhau pode estar bem salgado e o queijo parmesão também é bem salgado)
  • 200 g de queijo parmesão ralado na hora

Cozinhe o bacalhau dessalgado em fogo brando por cerca de 10 minutos, retire e desfie grosseiramente. Reserve.

Aqueça 1 colher e meia de azeite, doure o alho, refogue o bacalhau, acrescente os tomates picados e apure por 4 minutos. Reserve.

Em outra panela, aqueça o restante do azeite com metade da manteiga, coloque a cebola para dourar, acrescente o arroz e refogue. Adicione o vinho branco, mexa e deixe evaporar. Coloque o caldo de peixe e misture. Abaixe o fogo e despeje água quente, de concha em concha (coloca 1 concha e mexa até evaporar, depois coloque outra concha e mexa até evaporar e assim por diante…mexendo sem parar). O tempo ideal para o risoto é de 18 minutos para ficar al dente e 20 para ficar mais macio.  Cerca de três minutos antes de apagar o fogo, incorpore o bacalhau. Prove e acerte o sal se necessário. Depois desligue o fogo e misture o queijo parmesão ralado. Por último, acrescente o restante da manteiga e mexa muito bem por 1 minutos (sem parar) e pronto!

risoto de bacalhau 1

risoto de bacalhau 3

Encontrei esse vídeo na internet ensinando como dessalgar o bacalhau de um jeito mais fácil: http://gnt.globo.com/especiais/guia-de-fim-de-ano/materias/veja-como-dessalgar-um-bacalhau-de-maneira-simples.htm

Ovos – tudo que você precisa saber

ovo 2

A cor da casca dos ovos, branca ou marrom, é um caráter genético, consequência da raça da galinha e não tem nenhuma relação com a qualidade nutritiva ou gastronômica. Ainda assim, observa-se que há preferência por parte dos consumidores para ovos marrons.

A casca é a cobertura externa do ovo, formada fundamentalmente por carbonato de cálcio. A superfície é porosa e por sua vez coberta por uma fina película mucosa. Representa entre 10 e 11 por cento do peso total do ovo. Para o consumo, a casca deve ser lisa, sem granulações nem enrugamentos e fissuras, pois qualquer um desses defeitos indicam alguma anomalia no processo de depósito do carbonato de cálcio, e como consequência, tornam-se mais frágeis.

Atualmente, é reconhecido como uma importante fonte de proteína e nutrientes, além de ser um alimento que pode fazer bem para a visão, cérebro e recuperação muscular.

Na hora de armazená-lo, o melhor lugar é a geladeira. Pode ser colocado na porta da geladeira, mas se a família abrir muito a porta, a variação da temperatura pode prejudicar a conservação dos nutrientes e, por isso, o ideal é guardar na prateleira interna. Se não der, o ovo pode ser armazenado em um outro lugar fresco e arejado.

Para quem tem colesterol alto, a recomendação é ingerir ovo de 2 a 3 vezes por semana; já quem não tem o problema pode comer 1 ovo por dia.

Tamanho:

  • Jumbo: acima de 66g
  • Extra: 60 a 65g (cerca de 50ml – 1/4 xícara)
  • Grande: 55 a 60g
  • Médio: 50 a 55g
  • Pequeno: 45 a 50g
  • Industrial: abaixo de 45g

Para saber se o ovo é fresco (ainda que tenha comprado hoje, pode ter semanas), mergulhe-o num copo cheio d’água. Se ficar no fundo, é um ovo novo. Se começar a boiar, pode ser cozinhado, mas não serve para bater em neve. Se flutuar, dispense-o.

ovo 6

ovo 3

Enfim, vamos falar do lado “culinário” dos ovos… É um dos ingredientes mais valiosos na cozinha. Sem ele, muitas receitas seriam inviáveis, pois sua qualidade de engrossar, aerar e emulsificar são fundamentais.

Para obter maior volume na hora de bater as claras em neve, elas devem sempre ser utilizadas em temperatura ambiente (para um ponto de neve mais volumoso).

Logo abaixo você confere dez jeitos diferentes de preparar ovos:

Ovo estrelado
É a técnica de fritar ovo sem gordura, em uma frigideira antiaderente. Tampando a frigideira e cozinhando em fogo baixo, a clara fica macia e ligeiramente dourada, e a gema fica molinha.

ovo 7

Ovo frito
É o frito com óleo na frigideira. A clara fica bem crocante e a gema macia. Tome cuidado para não queimar o ovo – como a temperatura do óleo é bem alta, o preparo desse ovo é rapidinho, cerca de um minuto.

Ovo mexido
Os ovos são batidos, temperados e depois salteados na frigideira. É importante sempre mexer os ovos enquanto os prepara. Ovos mexidos para serem bons precisam estar cremosos e leves, nunca secos e duros. Para isso, adicione creme de leite ou manteiga quando bater os ovos, e os cozinhe em fogo bem baixo.

ovo 8

Ovo cozido
É importante que o cozimento do ovo sempre comece à temperatura ambiente (ou então com água gelada na panela, se os ovos estiverem na geladeira). Depois de prontos, escorra e mergulhe-os em água gelada para interromper o cozimento e facilitar a retirada da casca.

ovo 9

Ovo poché
É o cozimento de um ovo inteiro sem casca em água, deixando-o com textura e sabor bem delicados. O truque é adicionar vinagre ou suco de limão à água do cozimento e colocar o ovo com bastante cuidado, cozinhando por até 5 minutos.

ovo 12

Ovos Benedict
É um ovo poché coberto com molho holandês por cima de uma fatia de lombo canadense e pão de forma tostado. É uma preparação típica dos brunchs americanos.

Ovos assados
É possível assar ovos no forno – mas é preciso ter cuidado com o calor forte e seco por todos os lados. Você pode usar creme de leite, fazer um purê ou cama de legumes para envolver os ovos numa travessa, e cobri-la com papel alumínio.

Suflê
É uma massa super leve feita de ovos que pode ser doce ou salgada. Preparos com pouco amido como suflês  não conseguem manter o volume ao sair do forno, por isso murcham rapidamente. Diferente de bolos e pães que levam amido.

Omelete
É uma preparação super versátil, que pode ter ou não recheio – o qual é incorporado quase no final do cozimento, quando a omelete é dobrada para ser servida.

Fritada
A principal diferença entre a omelete é que, no caso da fritada, os ovos são incorporados ao recheio logo quando são batidos.

ovo 13

Ovos bem batidos e em equilíbrio com os ingredientes restantes da receita, não deixam o preparo com gosto acentuado de ovo. Ao mesmo tempo, não esqueça que um preparo que leve ovo em quantidade, como um quindão, por exemplo, tem como resultado esperado o gosto do ovo. Mas, para amenizar esse cheiro e gosto forte, a dica é “peneirar” as gemas para retirar sua película (que é a causadora). Mas, não esfregue o fundo da peneira, apenas fure a gema e deixe escorrer sozinha.

Espero que tenham gostado. Até a próxima… Beijinhos… Fiquem com Deus!

Fontes:

http://www.consul.com.br/blog-dez-jeitos-diferentes-de-preparar-ovos/

Escola Wilma Kovesi de Cozinha

http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2013/09/ovo-faz-bem-para-visao-e-cerebro-e-pode-ajudar-na-recuperacao-muscular.html

Imagens retirada da internet.