Arquivo da tag: nada light

Torta de Sorvete

torta de sorvete 3

torta de sorvete 2

Base:

  • 200 g de bolacha maisena
  • 3 colheres (sopa) cheias de margarina

Triture a bolacha no processador, até virar uma farofa. Misture a margarina com as mãos e forre o fundo de uma forma redonda de aro removível. Leve ao forno médio por 10 minutos. Reserve.

  • 1 pote de 2 litros de sorvete de creme

Retire o sorvete do congelador e deixe derreter um pouco para facilitar de trabalhar com ele. Despeje colheradas em cima da base pronta, arrumando com as costas de uma colher, apertando para não ficarem espaços. Cubra com filme plástico e leve ao congelador por 12 horas.

Ganache:

  • 150 g de chocolate meio amargo
  • 100 g de creme de leite fresco
  • 1 colher (sopa) de mel
  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • 1 colher (sobremesa) de cachaça

Em uma panela, ferva o creme de leite com o mel. Coloque o chocolate picado no processador e despeje o creme de leite fervendo, feche e aguarde 3 minutos. Processe até ficar liso. Acrescente a manteiga gelada e processe novamente até misturar. Deixe amornar, acrescente a cachaça e processe novamente.

Retire a torta do congelador 10 minutos antes de servir. Retire o aro com a ajuda de uma faca. Despeje a ganache e sirva.

torta de sorvete 1

Coxinha com Osso?

coxinha

A coxinha de frango é um dos salgados preferidos dos brasileiros. Em qualquer festa de aniversário, ela está presente, normalmente, em tamanho menor que as vendidas em bares, padarias e lanchonetes. Mas não faltam. A combinação carne de frango temperada e massa, com a crocância dourada da casca, conquistou as pessoas pelo sabor, além da praticidade. Receitas diferentes surgiram e hoje é feita até com carne de pato. Há também a coxinha caipira, com farinha de milho e cheiro-verde.

Mas não são muitos os lugares que ainda fazem uma tradição, a coxinha de frango com osso. Nas décadas de 70 e 80, elas eram muito comuns, expostas em bares e lanchonetes de cidades como São Paulo. Hoje, se restringem a poucos estabelecimentos. Este tipo de salgado é feito de duas formas. Uma é coxinha moldada normalmente com o recheio e na ponta o pedaço de osso é colocado para dar um tom real ao salgado, imitando uma coxa (receita abaixo). A outra é a massa moldada em um osso inteiro da coxa do frango com um pouco da carne.

Coxinha:

  • 1 kg de peito de frango
  • Sal e pimenta a gosto
  • Noz-moscada a gosto
  • Curry em pó a gosto
  • 1 fio de azeite
  • 1 cebola média
  • Salsinha a gosto
  • 1/3 xícara (chá) de manteiga
  • 3 xícaras (chá) de farinha de trigo
  • 1 xícara(chá) bem cheia de purê de batata
  • 1 litro de caldo de frango
  • 2 gemas
  • Farinha de mandioca torrada para empanar

Tempere o frango com sal, pimenta, noz-moscada e curry e reserve. Pique meia cebola e coloque numa panela com um fio de azeite. Acrescente o frango e refogue até dourar, cubra com água e cozinhe por 20 minutos ou até ficar macio. Desfie e acrescente a salsinha. Reserve um litro do caldo do cozimento para a massa. Reserve o frango.

Em uma panela derreta a manteiga e doure o restante da cebola. Acrescente a farinha, o purê e o caldo de frango aos poucos, mexendo sem parar até a massa ficar homogênea e soltar do fundo da panela. Desligue o fogo, acrescente a gema e misture tudo. Deixe a massa esfriar, unte a mão com óleo e faça bolinhas mais ou menos do tamanho de uma bola de ping pong. Achate, recheie com o frango desfiado e feche moldando em formato de gota.

Empane as coxinhas na farinha de mandioca torrada e coloque na geladeira para resfriar por uns 30 minutos ou até que a coxinha fique firme. Frite em óleo quente até dourar.

Dica:

Os ossos da foto são decorativos e podem ser substituídos por palitos. Mas caso queira decorar as coxinhas como na foto, é preciso ter ossos de coxa de galinha, limpos, fervidos e secos. Na hora da montagem, coloque o ossinho e molde a coxa ao seu redor.

Fontes:

http://comidasebebidas.uol.com.br/receitas/2012/08/17/coxinha.htm

http://www.sabordacidade.com.br/news_r.asp?ID_=474

Génoise com Amoras e Chantilly Diet

O bolo génoise é um clássico da confeitaria. A origem da receita é tida como italiana, da região de Gênova. Porém é amplamente difundida entre os franceses, que a chamaram de bolo genovês em sua língua materna. Génoise é uma massa leve e aerada, produzida pelo método de espuma. Não utiliza fermento, o crescimento deve ao volume dos ovos batidos com o açúcar e a quantidade de ar incorporada durante o processo. Fiz algumas adaptações na receita original para fazê-la sem açúcar, mas no final vou passar a receita original do bolo.

génoise 6

Génoise Diet:

  • 40 g de manteiga sem sal, mais um pouco para untar a forma
  • 4 ovos grandes
  • 1 1/2 xícara (chá) de adoçante culinário
  • 125 g de farinha de trigo
  • 1 colher (café) de extrato de baunilha
  • raspas bem finas de 1 limão-siciliano
  • 1 colher (sobremesa) rasa de fermento em pó
  • 80 g de amoras para decorar

Derreta a manteiga e reserve. Preaqueça o forno a 180ºC e unte uma forma pequena de aro removível e forre o fundo com papel-manteiga.

Leve ao fogo uma panela com água e deixe ferver. Retire-a do fogo e coloque uma tigela refratária sobre ela. Coloque os ovos e o adoçante e, com a batedeira, bata por 5 minutos. Retire a tigela da panela e bata por mais 2 minutos, para esfriar.

génoise 4

Peneire a farinha sobre a massa e misture cuidadosamente. Acrescente a baunilha, as raspas de limão e a manteiga derretida, incorporando-os à massa delicadamente, deixando o fermento por último. Despeje a massa na forma e asse por cerca de 25 minutos. Faça o teste do palito. Deixe o bolo na forma até esfriar um pouco para desenformar. Retire o papel.

Recheio:

  • 500 ml de creme de leite fresco
  • 350 g de amoras (pode ser polpa)
  • 1 colher (sopa) bem cheia de adoçante culinário, mais um pouco para polvilhar

Na batedeira, bata o creme de leite até ficar firme. Com um garfo, amasse bem as amoras (se usar polpa, descongele, misture com o adoçante e acrescente no creme) com o adoçante e acrescente ao creme de leite batido e misture delicadamente.

Quando o bolo estiver frio, corte-o ao meio. Coloque uma parte sobre um prato e espalhe o recheio. Cubra com a outra parte do bolo. Decore com as amoras e peneire adoçante sobre todo o bolo. Sirva imediatamente.

génoise 5

génoise 1    génoise 7

génoise 1

génoise 2     génoise 3

Receita original do bolo génoise:

  • 40 g de manteiga sem sal, mais um pouco para untar
  • 4 ovos grandes
  • 125 g de açúcar
  • 125 g de farinha de trigo
  • 1 colher (café) de extrato de baunilha

Derreta a manteiga e reserve. Preaqueça o forno a 180ºC e unte uma forma pequena de aro removível e forre o fundo com papel-manteiga. Leve ao fogo uma panela com água e deixe ferver. Retire-a do fogo e coloque uma tigela refratária sobre ela. Coloque os ovos e o açúcar e, com a batedeira, bata por 5 minutos. Retire a tigela da panela e bata por mais 1 minuto, para esfriar. Peneire a farinha sobre a massa e misture cuidadosamente. Acrescente a baunilha e a manteiga derretida, incorporando-os à massa delicadamente. Despeje a massa na forma e asse por cerca de 25 minutos. Faça o teste do palito. Deixe o bolo na forma até esfriar um pouco para desenformar. Retire o papel.

Espero que tenham gostado! Até a próxima…